Pages

quarta-feira, 18 de março de 2009

SOBRE CONSELHO TUTELAR, TUTELA DO CONSELHO E DA ERRÔNEA CONCEPÇÃO SOBRE A EDUCAÇÃO ESCOLAR

Francisco Carlos de Mattos
INTRODUÇÃO

Este texto, que aqui denominamos de texto-relatorio, é fruto de um diálogo mantido com uma colega orientadora educacional, quando da visita à Divisão desse serviço, para alguns norteamentos das suas ações na unidade escolar que lhe fora reservada.
Causou-lhe grande espanto, que, após uma atividade tão interessante para a tríplice (cognitiva, afetiva e psicomotora) formação dos pequeninos educandos, alguns pais fossem ter a equivocada atitude que tiveram sem ter buscado explicações/orientações a quem e onde de direito, ou seja, com a professora, a direção, na escola.
O Estatuto da Criança e do Adolescente (1990), que prevê em seu Art.53 que a "criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania (...)", sustenta e norteia a ação pedagógica, tal qual foi executada pela profissional em questão. Se em casa a criança não é estimulada a desenvolver hábitos saudáveis em todas as instâncias possíveis da vida, onde os pais, com suas descabidas atitudes protecionistas, fazem um grande mal, pensando o contrário, há que se entender determinados comportamentos de alguns responsáveis. Ainda bem que esses são minoria. A porcentagem significativamente importante à escola, é o que nos interessa.
DEPOIS DE AMANHÃ
Amanhã (Composição de Guilherme Arantes)
Amanhã
Será um lindo dia
Da mais louca alegria
Que se possa imaginar
Amanhã
Redobrada a força
Pra cima que não cessa
Há de vingar

O dia seguinte seria de muitas atividades e alegria, pois a professora anunciara recorte e colagem (não como simples atividade mecânica, mas, minuciosamente pensada para a produção de saberes) . Foram para as suas casas saltitantes, sorrisos abertos estampados nos rostos, alguns já querendo dormir para que o dia seguinte chegasse mais rápido.
Em casa também, a professora, que não consegue se descaracterizar assim tão facilmente para assumir os seus papéis de mãe e esposa, imaginava detalhes para enriquecer a atividade do dia seguinte.
- Mamãe, posso brincar um pouco com minhas bonequinhas? - Pergunta-lhe a filha de quatro anos, trazendo-lhe à realidade.
- Claro minha filha; mas, quando acabar de brincar o que você tem que fazer?
- Guardar as bonecas no cantinho delas.
- Eureka!!! - Exclama, de súbito, a mãe-professora.
- O que a senhora disse, mamãe? - Perguntou a menina sem entender a reação da mãe.
- Nada minha filha, nada! Você deu uma boa idéia para mamãe, viu?
E o amanhã chegou... 07:00 horas, a professora no portão recebendo os seus pimpolhos. A sala já organizada e limpa, preocupação próxima de uma doença da "tia" (mesmo que politicamente incorreto, piagetianamente errôneo, esta caracterização ainda vai acompanhar a professora por muito tempo!), lá estava ela preparada para receber os alunos que, com certeza, iriam "deitar e rolar" com suas criatividades, experienciar coisas novas, aprender de forma prazerosa.
Explicado como seria feito, a turma foi organizada em duplas e trios em função do número de alunos, que normalmente conta com, no máximo, 25 crianças.
Iniciados os trabalhos, a previsão se materializava com a transformação da sala de aula. Quem passasse próximo, distinguiria verdadeira bagunça e não um serviço planejado; mas, lá dentro a produção era intensa e se havia alguma baderna, pode-se afirmar que todas as nunces desse, digamos, quiprocó pedagógico, tenha sido meticulosamente tencionado.

NOÇÕES DE CIDADANIA: AMBIENTE LIMPO NÃO É O QUE MAIS SE LIMPA, MAS O QUE MENOS SE SUJA OU O DIA DEPOIS DE AMANHÃ .

Esse dia de aula iria de alguma maneira entrar em contradição com o adágio popular, primeiro complemento do sub-título acima. A sala de aula estava limpa e arrumada e terminou, já se esperava, repleta de papéis picados.
- Se a gente encontra um lugar limpo, deve procurar mantê-lo dessa forma; mas, se por algum motivo, sujarmos, devemos limpá-lo!
Assim a professora, lembrando de sua filha, se pronunciou ao finalizar a atividade . Animadas, as crianças munidas de vassouras, pá e lixeira, em mutirão, deixaram a sala, de novo, um brinco.
No dia seguinte a escola recebe uma intimação do Conselho Tutelar, pois alguns pais entenderam que os seus filhos foram obrigados a desenvolver um trabalho escravo.
Durma-se com um barulho desse!
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (ECA). Lei Federal nº 8069, de 13/07/1990.

Compenetrado para 2010

Compenetrado para 2010
Visto pela webCam

EU, COMPENETRADO!

EU, COMPENETRADO!

Eu_pela_camara_do_celular

Eu_pela_camara_do_celular

EUNAPAZ

EUNAPAZ
SORRISO É O ESPELHO DA ALMA.

EU

DE PÉ E À ORDEM... SEMPRE!

"PROF, FRANCISCO MATTOS OE DO ALFREDO CASTRO E MÁRCIA FRANCESCONI

ENCONTRO DE MAÇONS

ENCONTRO DE MAÇONS

PANÓPTICO VIRTUAL

Boca da Barra - CF

Boca da Barra - CF

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)
O VERDE É LINDO!
Loading...

Arquivo do blog