Pages

domingo, 2 de setembro de 2007

DEU BRANCO!


Você já passou pela saia-justa de esquecer parte do conteúdo quando estava explicando a seus alunos? No artigo desta semana, Reinaldo Passadori – professor de Comunicação Verbal há mais de vinte anos – dá algumas dica para você enfrentar esse problema.
“Em maior ou menor grau, todos nós sentimos um calafrio, ou um certo tremor, gagueira, ou taquicardia ou o famoso ‘branco’ na hora de falar em público. Isso pode ocorrer em uma aula, diante dos alunos, diante de uma grande platéia ou mesmo em uma reunião da qual estamos participando ou até dirigindo.
Mesmo que o assunto esteja pronto, que o tenhamos estudado e ensaiado, estamos sujeitos a essas manifestações, e por que não dizer, surpresas que nosso corpo nos oferece. Esses comportamentos inadequados são sinalizações de que estamos demasiadamente preocupados ou com medo de algo. Pode ser da crítica dos colegas, medo de errar, de não nos sairmos bem, de esquecermos, de que tenhamos uma dor de barriga semelhante àquela que tivemos há 10 anos.
Mais importante ainda do que saber que estes problemas acontecem, é estarmos preparados para enfrenta-los.
Abaixo, algumas sugestões, sem a pretensão de esgotar o assunto, nem mesmo apresentar uma ‘receita de bolo’ para que essas dificuldades sejam eliminadas. Creio, no entanto, que esses procedimentos poderão ajudar as pessoas que tem, em excesso, esses limitadores, notadamente no início das apresentações:
*Faça um bom curso de Comunicação Verbal. Aliás, não só professores, mas creio que todos os profissionais deveriam fazer esse tipo de formação complementar, não só para terem mais segurança e naturalidade, mas para usarem melhor sua voz, seu corpo e estruturarem melhor suas idéias.
* Reforce sua auto-estima. Ninguém irá valorizar aquela pessoa que não só não se valoriza, mas pior, se deprecia e desvaloriza suas qualidades.
* Prepare o assunto, organize as idéias, saiba como começar, desenvolver e terminar sua apresentação. Tenha exemplos para dar o colorido e gerar contrastes, além de facilitar a compreensão do ouvinte.
* Conheça o público-alvo, saiba tudo o que puder sobre as pessoas, desde sua formação, quantidade de pessoas, simpatia ou antipatia pelo assunto ou por você, pontos positivos e negativos, tais como: faixa etária, formação, classe social etc.
* Aprenda a controlar sua ansiedade. Há exercícios de relaxamento, desde os respiratórios, exercícios físicos, leitura de textos com mensagens otimistas, ouvir uma música suave, meditação ou outra estratégia que para você funcione como redutor do nervosismo, principalmente o inicial.
* Administre sua preocupação, em especial o excesso dela. Saiba que a preocupação por si só, nada resolve.
* Ensaie, treine, esteja bem preparado, administre o tempo de sua exposição, esteja preparado para eventuais perguntas que poderão fazer, tenha as respostas planejadas. Se preparar recursos audiovisuais, verifique se estão corretos, se os equipamentos estão funcionando, antecipe-se a possíveis falhas, tenha um ‘plano B’ sempre pronto para ser acionado se ocorrer alguma catástrofe.
* Por último, como essas situações são inevitáveis para quem almeja ser valorizado e reconhecido pela sua capacidade, cabe um provérbio muito popular: ‘Fé em Deus e Pé na Tábua.’”

Disponível em: JORNAL VIRTUAL PROFISSÃO MESTRE - Profissão Mestre – Ano 5 Nº 33 – 29/08/07. Acesso e captura: 2-set-07. Cadastre-se pelo site: www.profissaomestre.com.br

Compenetrado para 2010

Compenetrado para 2010
Visto pela webCam

EU, COMPENETRADO!

EU, COMPENETRADO!

Eu_pela_camara_do_celular

Eu_pela_camara_do_celular

EUNAPAZ

EUNAPAZ
SORRISO É O ESPELHO DA ALMA.

EU

DE PÉ E À ORDEM... SEMPRE!

"PROF, FRANCISCO MATTOS OE DO ALFREDO CASTRO E MÁRCIA FRANCESCONI

ENCONTRO DE MAÇONS

ENCONTRO DE MAÇONS

PANÓPTICO VIRTUAL

Boca da Barra - CF

Boca da Barra - CF

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)
O VERDE É LINDO!
Loading...

Arquivo do blog