Pages

quarta-feira, 28 de março de 2007

Literatura em seu formato mínimo


por: Lielson Zeni

Os Mini-contos transitam entre vários "gêneros": piadas, diálogos, trechos de histórias, clímax, contos e brincadeiras com a forma reduzida. Essa variedade provavelmente se deve à novidade do formato mini-conto. Não há um canône instituído no gênero. Um texto que sirva de espelho para os autores. Acredito que em breve essa carga cairá no colo de Dalton Trevisan, autor conhecido pelas formas curtas e diretas, que já tem trabalhado com trechos de seus próprios contos não maiores que um parágrafo, contos hai-cais, mini-contos e passagenzinhas (como nas obras "111 Ais" e "234"). No geral, o livro é muito interessante. Vários dos textos são muito bons. Uma concisão assustadora.
Uma gama de significados enterrada em (e entre) 50 letras. Parece ser um trabalho de genialidade impar. Mas não é bem assim. Já aparecem autores baseados em fórmulas fáceis. Aquelas fórmulas que resolvem o caso sem muito trabalho. Sejamos práticos. Veja o exemplo:
Gravidez Não acredito..
Marcelino Freire propôs a 100 autores brasileiros que escrevessem um conto, ou melhor, mini-conto, em até 50 letras. Não entram na conta sinais de pontuação ou o título. O que se apresenta como resultado desse desafio é o livro "Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século".

Disponível em: http://www.bonde.com.br/colunistas/colunistasd.php?id_artigo=1386
.Acessado e capturado em 28 mar. 07.
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

OS MINI-CONTOS... MUITO INTERESSANTE!!!

Vale a pena resgatar como que surgiu a idéia-vontade de escrever mini-contos, já que sou simpatizante do movimento poético nipônico, denominado de hai-cai.
Um certo dia, uma colega escreveu uma frase em que aparecia o verbo coube. Cunhou corretamente o vocábulo, mas não se sabe porquê cargas d´água, uma dúvida pairou sobre a sua cabeça e ela cismou em ver a palavra escrita por alguém. É neste momento que eu apareço com o mini-conto.
Primeiro escrevi-lhe a seguinte setença: "Coube ao companheiro Francisco trazer-nos as boas novas!" e logo a seguir, surgiu tal texto:
"Muito espaçoso em vida, era incapaz de ceder um mísero lugar para uma santa velhinha.
Agora, divide com as minhocas um ´latifúndio`de 7 palmos, que lhe coube no cemitério."
Percebi, então, que havia produzido um mini-conto. Procurei fazer-lhe uns ajustes e o ampliei para:
" Muito espaçoso em vida, era incapaz de ceder um mísero lugar para uma santa velhinha.
Dois terços da cama eram seus. Muitas vezes, espalhafatosamente, ocupava toda ela e a mulher quando não estava, ali ao lado, no chão, dormia no sofá da sala ou no quarto com as crianças.
Agora, divide com as minhocas, um ´latifúndio`de 7 palmos que lhe coube no cemitério."
Falta-me um título.
Aguardo contribuição dos amigos internautas!
A seguir, dando seguimento a este tema, busquei algumas informações técnicas sobre os mini-contos.

Compenetrado para 2010

Compenetrado para 2010
Visto pela webCam

EU, COMPENETRADO!

EU, COMPENETRADO!

Eu_pela_camara_do_celular

Eu_pela_camara_do_celular

EUNAPAZ

EUNAPAZ
SORRISO É O ESPELHO DA ALMA.

EU

DE PÉ E À ORDEM... SEMPRE!

"PROF, FRANCISCO MATTOS OE DO ALFREDO CASTRO E MÁRCIA FRANCESCONI

ENCONTRO DE MAÇONS

ENCONTRO DE MAÇONS

PANÓPTICO VIRTUAL

Boca da Barra - CF

Boca da Barra - CF

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)

Serra do Rio Rastro (http://www.panoramio.com/photo/752018)
O VERDE É LINDO!
Loading...

Arquivo do blog